Segunda-feira, 14 de Agosto de 2006

"Prazer... "

                         

Previa  uma  noite sem sobressaltos...

Deitei-me lentamente, saboriei  o macio e a leveza do tecido que me envolvia o corpo a descoberto gentilmente coberto por um ligeiro aroma  de mel e amêndoas que emergia nos meus sentidos, deixando-me ligeiramente embriagada naquele perfume que denunciava um banho acabado de tomar.                      

Aconcheguei-me e dei por mim, nos instantes seguintes , a  pensar em ti , fechando os olhos e recordando o teu cheiro , o teu gosto , o teu toque , os teus olhos de criança carente de paixão, de entrega... nos momentos seguintes, enquanto te " via " acariciei os meus  seios avultados, lentamente, procurando saborear cada  toque  como se do teu se tratasse,tentando adivinhar  a doce firmeza que não tardaria a evidenciar-se... percorri todo o meu corpo com os meus dedos passando pelo meu peito, coxas,nádegas   repetindo estes movimentos enfusiantes várias vezes, provocando intensos arrepios que me faziam estremecer continuando a imaginar-te ali bem perto. As tuas carícias ficaram cada vez mais ritmadas à medida que te refugiaste  no meu mais escondido  rencanto , fazendo-me estremecer de prazer,de intenção de me possuires a qualquer momento. Os movimentos tornaram-se regulares e a evolução rápida e extasiante ,  receando chegar aquele instante que  faria denunciar todo o meu prazer.

Parei.

Telefonei-te, na esperança de ouvir a tua voz rouca que me deixava embriagada nestes momentos... seguiram-se alguns instantes que pareciam intermináveis. Atendeste, com uma voz meio ensonada e sussurrei-te ao ouvido o que estava a fazer.. chamaste-me de doida, mas não negaste o meu pedido.. rapidamente sussurrei-te  palavras doces e cheias de desejo que sabias tão bem que eram reais e que enchiam a imaginação e a profunda luxúria em  que mergulhava à medida que ia ouvindo a tua respiraçao   mais  ofegante adivinhando o que estarias a fazer para te envolveres também...Os movimentos do meu corpo eram cada vez mais ritmados,  os meus dedos já  húmidos  escorregavam cada vez mais firmes , mais selvagens, mais seguros.. veio-me à imagem  a tua língua   atrevida que me devorava com tanto desejo e me levava sempre a loucura, em tantos outros momentos e enquanto te dizia tudo isto sentia-te cada vez mais perto, mais ofegante, mais desejoso de tão envolvente prazer e de me possuir onde quer que fosse. Naquele momento os teus gemidos soltaram-se e percebi que rapidamente que terias atingido o teu auge na luxuria que te tinhas entregue naquele momento nocturno tão imprevisível .... o meu prazer sucedeu-se sem demoras, entreguei-me sem pudor ao meu delírio... daria tudo para que estivesses ali ao meu lado engolindo-me nos teus abraços, voltaste a chamar-me  doida, mas eu apenas te disse....

- Dorme bem, meu amor...

                                                                                                                                                                                                              

:
Categorias:

Escrito por FlordeLis às 14:41
| Vossas memórias
2 comentários:
De ZePedro a 5 de Setembro de 2006 às 17:02
Pois palavras que me transportaram para sensações já sentidas já vividas deitado só numa cama com um telefone no ouvido e a outra mão noutro lugar bom tempo boas situações algo que experimentei e fiz sem querer apenas levado pelas palavras e pelas memórias, algo que só pode ser feito com quem bem se conheça para que se possa mesmo imaginar o sentir expresso nas palavras
Aos poucos tudo o resto comentarei
Beijos


De FlordeLis a 5 de Setembro de 2006 às 17:32
E diz lá que não é uma experiência boa....



Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006