Quinta-feira, 5 de Outubro de 2006

"Reencontro final"

A vida tem destas coisas…

Durante estes 8 dias quase findos, não me saíste da cabeça e continuei a perguntar-me porque é que me tinhas banhado com os teu beijos outra vez passados 4 anos de ausência sem te ver apesar de nunca ter perdido o contacto contigo, mas que por tudo o que nos separava, seria mais que evidente que o que tinha acontecido naquelas férias, já pertencia a um passado longínquo.

Mas afinal não. Estava completamente enganada.

Estes pensamentos não me largavam até que me decidi a telefonar-te perdendo o receio, o medo de te encontrar outra vez. Nesse preciso instante ligaste tu.

O que nos ia na alma era em tudo semelhante, pois tudo o que disseste era o que tinha para te dizer quando me tinha decidido a telefonar-te.

Decidimos encontrarmo – nos naquela noite. Fui ter contigo, não se via quase ninguém, as ruas estavam desertas, a noite incrivelmente escura. Sempre que por alguma razão parava, sentia-me tentada a voltar para trás, a inventar uma desculpa para fugir, a acabar com aquela loucura, que me estava a atormentar o espírito, mas ao mesmo tempo queria ir em frente e esquecer aqueles momentos súbitos de hesitação, de aflição até… mas algo me impelia para continuar, o coração falava mais alto do que a minha consciência…

Vi-te por baixo de um candeeiro alto de rua que fazia com que tu tivesses um brilho especial, naquela noite…

Quando entraste, vacilavas como varas verdes, sentias a excitabilidade de estar outra vez ali, comigo bem próximo…

Acabamos por nos cumprimentar com muito dificuldade pois era sempre um mistério a maneira como isso se iria desenrolar, depois do que já se tinha sucedido… afinal nada daquilo era correcto, e não éramos amigos, namorados ou amantes, apenas nós, e cada vez que estávamos juntos parecia sempre uma primeira vez.

A praia sempre nos trouxe boas recordações e parecia que era o único local em que nos sentíamos bem, livres para dizer, fazer aquilo que suportávamos e mais uma vez ali estávamos, rendidos a uma escuridão que nos cercava.Vibrava, apesar de saber o que iria acontecer e que nada faria para me afastar.

Olhaste para mim e sofri. Senti o teu desejo a crescer nos teus olhos e num momento irreflectido, agarraste-me o rosto e beijaste-me ardentemente como na primeira vez. Seguraste-me firmemente para não te fugir, apertaste-me os peitos para os sentires nas tuas mãos robustas que me faziam sobressaltar de desejo, querias me engolir na tua tesão mais que visível!

Revelei-te tudo o que te queria dizer, e que não esperavas escutar naquele momento, as tuas lágrimas acompanharam as minhas mãos no palmilhar do teu rosto…. Apertaste-me com força.

Fomos dar um mergulho, completamente nus, já de madrugada.

O luar encobriu – nos tal como as ondas nos tinham encoberto à anos atrás naquele momento, naquela mesma praia, agora já sem pudor!

A praia era só nossa! E será para sempre… nossa.

FM

Categorias:

Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias
19 comentários:
De libertynus a 5 de Outubro de 2006 às 00:30
viver a vida sem grandes questões tem as suas vantagens


De FlordeLis a 5 de Outubro de 2006 às 00:50
Sei perfeitamente o que queres dizer...
E já senti isso intensamente...



De Fernando a 5 de Outubro de 2006 às 10:20
Era mesmo suposto lá estar a assinatura da autora ou foi um deslize?


De FlordeLis a 5 de Outubro de 2006 às 15:43
Trata-se de um pedido da protagonista da história...



De FM a 5 de Outubro de 2006 às 22:37
ai se aquelas ondas falassem....
BJ

FM


De FlordeLis a 5 de Outubro de 2006 às 22:50
E se tivessem dentes?!!!
ai, ai, ai... nem quero pensar!...



De FM a 5 de Outubro de 2006 às 23:30
há algo que vocemeceses ainda me têm k explicar....


De FlordeLis a 6 de Outubro de 2006 às 01:31
E o que é exactamente... ?



De FM a 6 de Outubro de 2006 às 15:35
tem a ver com os comentários feitos noutro post...


De Fernando a 6 de Outubro de 2006 às 17:53
Sim, sim... expliquem lá!


De FM a 6 de Outubro de 2006 às 23:34
realmente gostava de ser esclarecida....


De Fernando a 6 de Outubro de 2006 às 09:56
Ou alforrecas...


De FM a 6 de Outubro de 2006 às 15:45



De libertynus a 6 de Outubro de 2006 às 00:19
sabes que viver intensamente, mesmo assim podemos considerar intensidades diferentes..


De FlordeLis a 6 de Outubro de 2006 às 00:25
Depende muito da maneira como as encaramos...



De pequenita - Quando o TEu Corpo e o Meu.. a 6 de Outubro de 2006 às 14:33
o erotismo é a arte dos corpos em encaixe
o erotismo é a arte do amor desenhado numa tela
com sabor a pele e línguas.

o erotismo desenha-se sem lápis
nem caneta
nem sequer precisa de teclado

o erotismo pinta-se suavemente
com um pincel macio no teu corpo
em arabescos de descoberta

o erotismo fotografa-se cuidadosamente
no meu corpo
sem lentes nem técnicas de luz
surge em imagens no teu olhar

o erotismo é o meu sorriso feliz
aberto no corpo que te ofereço
é o meu cabelo cor de fogo
que beija o teu corpo em chamas
é um suspiro em espiral
que te faz desejar a próxima vez...

Bom Fim de Semana.....Kissesss By Pequenita :o)


De FlordeLis a 6 de Outubro de 2006 às 19:12
Olá. Agradeço a tua visita e como não tinha ficado com o apontamento do teu blog assim ja posso ir ve-lo, alias vai ficar aqui como referência no meu, gostei bastante...





De a 7 de Outubro de 2006 às 19:14
Humm. Conheci hoje e quero mais!!!

Oldmirror
sinais-de-fumo.blogspot.com


De FlordeLis a 7 de Outubro de 2006 às 19:19
Agradeço a sua visita...

Provoque-me...



Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006