Sexta-feira, 29 de Setembro de 2006

"Reencontro" 2ª parte

Completamente já esquecida deste episódio, passadas algumas semanas desde o casamento, a minha vida tinha voltado ao normal, já na cidade, à mesma correria de sempre, às mesmas rotinas do costume, fazendo-me esquecer o que havíamos combinado.

Tocou o telefone.

Estremeci ao ver o número com um indicativo que não era português, e que em nada me era familiar, mas percebi naquele instante de quem se tratava. Era aquele rapaz, lindo, que adorei conhecer naquele dia, que era apenas a única boa recordação que valeu a pena guardar daquele casamento.

 Respirei fundo, atendi…

Horas depois, estávamos sentados a conversar calmamente numa esplanada.

Ali estavas tu, parecia incrível estares mesmo ali a minha frente, com o mesmo brilho no olhar, o mesmo sorriso que soltaste durante as nossas conversas, o mesmo perfume… Soube naquele instante, no intimo, que estavas ali por mim, tive a certeza que alguma coisa tinha feito despertar em ti, e que agora as regras do jogo seriam outras…

Fomo-nos encontrando ao longo da semana e à medida que te via, a vontade de te agarrar, ter-te como meu, estava a tornar-se difícil de suportar, estar perto de ti, provocava em mim uma sensação de desejo incontrolável, conseguir provar os teus lábios carnudos tornou-se uma obsessão! Queria-te mais do que qualquer outra coisa e ao fim de alguns dias, numa rua solitária finalmente, beijamo-nos ardentemente ao ponto de cortar a respiração, e de ficarmos rendidos ao desejo já acumulado a algum tempo! …os nossos beijos tornaram-se insaciáveis, escaldantes como o sol que espreitava teimosamente por cima de nós…

Durante os dias seguintes, e apesar da tesão que se acumulava em nós, ia sendo retraída por um sentimento de culpa que te atormentava, tentavas chamar-me a razão, fazias-me sentir ainda uma criança ao teu lado, sentias-te culpado por traíres alguém que terias deixado no país em que vivias, no fundo procuravas uma razão para justificares aqueles actos, para te libertares de uma culpa que eu não sentia, e que tu apenas te lembravas quando já envolvido. Ficavas louco com os meus beijos, provocava-te ao máximo, deixando-te sempre em expectativa de algo mais…

Naquele dia, na praia, que seria o ultimo que podíamos estar juntos, a tarde estava agradável, serena, soprava uma pequena brisa que era como uma bênção devido ao calor que se fazia sentir …

Já dentro de agua, os nossos beijos indiferentes ao que se passava à nossa volta, continuavam intensos, e envolvida nos teus braços mordiscava cada pedaço do teu corpo que alcançava, sentia o teu sexo a roçar em mim, rijo, prestes a saltar da prisão em que se encontrava. Naquele instante, num acto de plena loucura, agarrei o teu sexo e fiz-te entrar dentro de mim, de rompante! O meu desejo fez-me perder o resto de bom senso e surpreendido com o meu gesto, deixaste-te ir, rendido à mesma loucura que te envolvia e que tomava posse do teu raciocínio, já não pensavas, apenas me beijavas com sofreguidão, louco, possesso, rendido a algo que já não conseguias controlar! Senti-me fora de mim, fora do meu corpo, alheia ao que se passava, nada mais importava do que gozar aquele momento tão intenso, tão repentino. Entre movimentos cada vez mais intensos, penetravas-me cada vez com mais vontade, e algo quente me invadiu o corpo, o teu orgasmo soltou-se, fez-me gemer como nunca, tapaste-me a boca, quase te mordi…

Não sei se alguém notou ou ouviu, mas tudo me pareceu natural, e alheios como estávamos, as ondas do mar pareciam compactuar com o que se passava ali, camuflando os nossos gemidos, o nosso ataque de loucura!

Apreciamos, juntos, o nascer do por do sol.

Depois daquele dia nunca mais te vi...

E agora estavas ali, tentavas não falar nesse dia, apesar de te ler o desejo no olhar. Passados quatro anos, a história parecia repetir-se.

Desejavas-me como dantes. Voltei a sentir o teu beijo, a tua doce malícia…

Gosto de te provocar, de testar os teus limites…

Afinal, ainda temos oito dias…

Categorias:

Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias
22 comentários:
De Fernando a 29 de Setembro de 2006 às 09:57
Fica aqui o registo de atenção à frase "o nascer do pôr-do-sol"... Será também o final da alvorada "o pôr do nascer do sol"? Fica a pergunta do ar.....


De FM a 29 de Setembro de 2006 às 12:22
aiiiii Fernando, não sejas tão picuinhas . Assim até cortas o raciocínio...
(já sei que vou levar uma resposta que vou passar o fim-de-semana calada!)
BJ

FM


De Fernando a 29 de Setembro de 2006 às 18:17
Dificilmente conseguiria dar uma resposta q te pusesse um fds calada... Penso eu de que.


De FM a 29 de Setembro de 2006 às 19:16
ou me estás a chamar indirectamente 'fala-barato' ou estás a dizer que não conseguirias dizer nada, poderoso o suficiente, para me deixares sem palavras....
BJ

FM


De Fernando a 29 de Setembro de 2006 às 19:58
...é uma de duas....


De FM a 29 de Setembro de 2006 às 23:16
diz qual delas é... vá lá vá lá vá lá


De Micas a 5 de Outubro de 2006 às 19:50
Será que o cavalheiro está a equacionar a hipótese de praticar aquela célebre "cala a boca e beija logo"??...


De FlordeLis a 5 de Outubro de 2006 às 19:58
Posso responder que seria por aí, sim...





De FM a 5 de Outubro de 2006 às 22:49
o que é que me está a escapar...?
mas se o 'cavalheiro' não se chega à frente, eu não me importo de dar o 1º passo....
BJ

FM


De FM a 29 de Setembro de 2006 às 12:19
está excelente! estou ansiosa pela última parte...
BJ

FM


De Fernando a 29 de Setembro de 2006 às 12:39
Quem te disse q a próxima era a última parte?


De FM a 29 de Setembro de 2006 às 16:54
não é?????


De Fernando a 29 de Setembro de 2006 às 18:01
Não sei. Ninguém disse que era, e tb ninguém disse q n era...


De FM a 29 de Setembro de 2006 às 19:14
bolas... tu és mesmo a implicar!!!! dasse...


De Fernando a 29 de Setembro de 2006 às 19:59
Não estou a implicar... Estou apenas a esclarecer....


De FM a 29 de Setembro de 2006 às 23:14
como é que esclareces se nem tu próprio sabes a resposta?
hein?
BJ

FM


De Fernando a 2 de Outubro de 2006 às 17:19
Pois não, mas parece-me que tu estavas certinha que seria a última parte....


De FM a 2 de Outubro de 2006 às 21:46
Queres fazer uma aposta?


De Fernando a 5 de Outubro de 2006 às 10:21
Não preciso. Empatávamos...


De FM a 5 de Outubro de 2006 às 22:29
será?


De Ari a 30 de Setembro de 2006 às 12:41
Para ti uma palavra...lindo !

uma beijoka e bom fim de semana


De marisa a 30 de Setembro de 2006 às 22:26
sabes uma coisa? sabes sabes?
so tens 8 dias faz bom uso deles...
beijo


Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006