Quinta-feira, 21 de Setembro de 2006

"One night stand" 2ª parte

Estávamos num cabaré, bem à moda antiga.

A sala bem iluminada com candelabros e grandes candeeiros era enorme, as paredes estavam repletas de quadros antigos gigantescos com molduras douradas, cheios de histórias para contar, as mesas cobertas de um tecido branco imaculado, estavam decoradas com pequenas velas vermelhas em candelabros dourados que davam um ambiente romântico ao salão, os próprios empregados rondavam a terceira idade, e a stripper que actuava naquele momento estava longe da sua juventude…

Enquanto apreciávamos todo este ambiente, ela insinuava-se atiçando a minha tesão, ora beijando-me, tocando-me, soltando gargalhadas insinuantes, palmilhando o meu corpo sem pudor, mesmo ali em frente de todos, o que não tardei a corresponder, perdendo alguma vergonha que ainda poderia ter, quase me exigindo a tocar aquele corpo sôfrego de paixão que me estava a deixar doido, louco para a devorar, para a desfrutar, mesmo ali! Os seios quase a sair do decote, faziam-me querer devorá-los, naquele ápice, sugá-los até me cansar!

Ficámos até fechar.

Fomos até um jardim que se encontrava perto dali, e àquela hora pouco movimento havia.

Desta vez, já não eram sugestões. Deu-me as mamas para as devorar, sugar, acariciar. Eram deliciosos, rígidos, e os mamilos completamente firmes denunciavam todo o seu desvario. Beijei-os durante algum tempo, com toda a minha aflição.

Quase no mesmo instante, ela procurou o meu sexo e acariciou-o como que a tomar-lhe a sua forma e textura, deixando-me ainda mais irracional, com aqueles movimentos ritmados que me estavam a deixar desejoso de sexo, puro e duro…

Ela não estava melhor que eu, o que iria confirmar nos instantes seguintes, levantou a saia e obrigou-me a penetra-la com força, a mostrar a minha virilidade de jovem…

- Entra  cariño …

Estava completamente húmida, sequiosa do meu sexo, e lentamente mas com genica, comecei a penetra-la, a devora-la, a sentir no seu corpo toda a sua tesão, toda a intensidade daquele momento. Aproximava-se um orgasmo mais que desejado, mas obrigou-me a parar. Dirigiu o meu sexo para o seu ânus, algo novo para mim, algo completamente desconhecido até então, o que me provocou, uma sensação de desvario, de desconhecido, mas ao mesmo tempo, delicioso para ambos! Gememos os dois de prazer, ali no meio da negrura da noite entregues aquela sensação de que tudo o que nos rodeava não existir, apenas nós neste mundo…

Meios vestidos, meios despidos apreciamos dois cigarros que fumamos em silêncio, recuperando a respiração, apenas nos olhando mutuamente, a reviver na memória a loucura de às instantes.

Recomeçaram os beijos assim que acabaram os nossos cigarros, enfiei-lhe os meus dedos pelo seu poço de prazer, deixando-a louca com a surpresa, beijava-lhe os mamilos como se tratasse da primeira vez, deixavam-me completamente louco... nunca tinha visto mamilos tão apetecíveis como aqueles! O orgasmo dela não se fez de rogado, e apareceu como que por magia em retribuição aos meus gestos… retribuiu-me o favor, mamando o meu sexo logo de seguida com tamanha prontidão, que fui apanhado também de surpresa, ficando entregue aos gestos que me levariam à loucura novamente.

Ao fim de algum tempo afasta – mo – nos com a promessa de um novo encontro, de novas experiências, mas que nunca chegou a realizar-se.

Ainda bem que tinha me obrigado a sair de casa…

 

Categorias:

Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias
10 comentários:
De Fernando a 21 de Setembro de 2006 às 10:39
Ora de Espanha pode não vir nem bom vento nem bom casamento... Mas aventuras destas serão sempre bem vindas...


De FlordeLis a 21 de Setembro de 2006 às 12:08
Que o diga o protagonista deste conto...



De Ari a 22 de Setembro de 2006 às 18:23

Gostei da tua maneira de escrever esta historia, seja ela real ou imaginária.

Palavras sensuais que me prenderam até ao final

beijokas


De FlordeLis a 22 de Setembro de 2006 às 19:07
Bem, esta é real, como as outras,mas não é minha...



De FM a 22 de Setembro de 2006 às 22:08
se não fosse eu temer o comentário do 'anónimo' que me assombrou no post anterior... diria mesmo que este era mais um post publicitário ao capitão borracha!
muito bem escrito, pensado e imaginado; adorei!!
(junta estes posts todos e faz um livro
''365 histórias eróticas'' ) se a control ou a harmony patrocinarem.... hã... diz lá que não tenho boas ideias??
BJ

FM


De FlordeLis a 22 de Setembro de 2006 às 23:05
Não há necessidade de alguém ter medo de possiveis comentários, cada um expressa aquilo que sente.
Sim, sem dúvida, mais uma boa ideia, fazer um livro... mas ainda nao tenho assim tantos contos para juntar, vocês ainda não me contaram todos os vossos segredos!! ahahahahah...




De sonia morais ( fiona) a 25 de Setembro de 2006 às 00:01
olá mensageira venho avisar que eu não tenho msn sei que tens me enviado emails mas não os posso ver por isso era só para não enviares pois eu já não tenho o hotmail ok beijos tchau obrigado por tudo


De FlordeLis a 25 de Setembro de 2006 às 11:35
Olá. Pois não me lembro se tenho lá o teu endereço, mas mais tarde investigarei isso com mais calma... Obrigada pelo aviso.


De ZePedro a 25 de Setembro de 2006 às 11:10
Tenho que dizer, embora um pouco tarde que a história é bem real, aconteceu mesmo comigo já lá vão uns largos anos, mas tenho que dar os parabens a quem a reescreveu e fez com que o que se sentiu nessa data ficasse ainda mais vivo e intenso nas minhas memórias.
Desafio todos os leitores a deixarem aqui uma experiencia vivida pois com a partilha das experiencias todos nós vivemos um pouco mais
Beijos agradecidos


De FlordeLis a 25 de Setembro de 2006 às 11:37
Podes sempre faze-lo mais uma vez...



Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006