Domingo, 27 de Agosto de 2006

Olá, meu amor...

                         

Estou aqui para te  escrever esta carta, embora saiba que não a vás ler, mas ultimamente tenho pensado mais em nós e esta foi a melhor das  maneiras que encontrei para afagar a dor, para libertar as emoções que escondo, para gritar ao mundo sem que ninguém me ouça, o quanto sinto a tua falta... sabes bem como sou com sentimentos, não é fácil deixar transparecer o que me vai na alma, serei sempre forte para o resto do mundo... mas não para ti.

Não sei se é porque tenho passado para o papel algumas das experiências que passamos juntos, e isso me tenha reavivado ainda mais as memórias que tenho de ti, se é apenas a saudade que tem aberto mais as feridas que ao longo do tempo tem custado a sarar e que tenho tentado esquecer-me que existem, se é porque ultimamente tenho ouvido mais "o meu primeiro beijo...." mesmo sem ter comprado o disco, se foi pelas fotografias que à tanto tempo perdidas e que pensava que não as voltaria a encontrar, apareceram como  magia.... São sinais, que não sei o que significam, mas devolve em mim uma ténue esperança que nada morreu, que apenas foi adiado e que aqui ou noutra vida qualquer vamos recuperar... quem sabe se o destino não nos volta a unir, sabes bem que não acredito que a vida tenha caminhos previamente traçados, conheces-me bem, melhor que ninguém , diria mesmo...mas, mesmo assim quem sabe o que o futuro nos reserva. Posso apenas te falar no presente, e neste  momento apenas me apetecia dizer-te........

 - Olá, meu amor..........

Categorias:

Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias
8 comentários:
De marisa a 27 de Agosto de 2006 às 00:27
esta mto claro akilo k keres passar... beijocas


De FlordeLis a 27 de Agosto de 2006 às 09:13
Há emoções que se escondem apenas por uma questão de necessidade e esta é uma delas... era bom que assim não fosse..." but live goes on" e o blog também... !



De Fernando a 31 de Agosto de 2006 às 20:00
Correcção: A LIFE é que goes on...


De FlordeLis a 31 de Agosto de 2006 às 20:15
Tens razão...
O que seria de mim sem ti.... !!!

(Uma rosa sem jardim... )



De FM a 27 de Agosto de 2006 às 16:16
Se há coisas que compreendo, esta é uma delas.
E talvez por a saber de cor, por infelizmente estar a passar o mesmo que tu, sei que nada adianta dizer, porque tudo isto só faz as mágoas virem ao de cima.
Não sei se concordo com a clareza com que dizes que a vida continua, sim, realmente ela não pára, mas não anda a nível sentimental.

Beijo

FM


De FlordeLis a 28 de Agosto de 2006 às 00:16
Eu tento não pensar muito nisto,mas há alturas que a saudade é mais forte que tudo o resto...



De ZePedro a 6 de Setembro de 2006 às 13:30
Por diversas razões te entendo perfeitamente
Já o debatemos algumas vezes
Tudo na vida pode ter um recomeço
Mas para que esse recomeço aconteça tem que existir alguma mudança
E essa mudança é o alterar o que provocou o acabar em certo momento
Beijos de companhia


De FlordeLis a 6 de Setembro de 2006 às 14:19
Ambos estamos de acordo,nesse ponto..


Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006