Quinta-feira, 24 de Agosto de 2006

"Maliciosamente..."

 

Levaste-me para tua casa depois de um jantar já à algum tempo planeado.

Disseste-me que a tua mulher tinha ido passar uns dias fora a casa de familiares, soltaste um sorriso malicioso. Percebi que já tinhas tudo planeado e eu cinicamente respondi, ainda bem, fazendo uma expressão de quem já estava à espera da chegada daquele momento, a ideia de invadir o teu espaço, o espaço que dividias com a tua mulher, a ideia de fazer sexo na cama em que te deitavas com ela, fascinou-me…
Entregava-me a estes pensamentos, enquanto foste abrir uma garrafa de vinho…. Brindamos àquele momento,e depois de algumas gargalhadas desprendidas, começaste a agarrar-me , a tocar nos meus seios,completamente rendidos, tiraste-me a blusa , quase a rasgaste no calor do momento,mordeste-me os mamilos com um prazer louco, chupaste-me os dedos. Tiraste-me o resto da roupa, sem qualquer tipo de rodeios. Eu comecei a estremecer com a imaginação a trabalhar… deitaste-me no sofá, afastaste-me as pernas e lambeste-me rodeando o meu clítoris, transformando aquele momento numa tesão louca, vinda tão depressa não sei bem de onde. Aqueles teus movimentos depressa me fizeram atingir um orgasmo sem qualquer tipo de despeito, pudor, ou culpa..
Sem demoras deste-me o teu sexo teso, húmido e loucamente apetecível para chupar e não me fiz de rogada… chupei-o, lambi-o e olhava para ti enquanto te fazia isto contemplando as tuas expressões de puro prazer… o teu leite jorrou para cima do meu peito sem demora, e deste-me a provar… lambi-o com satisfação!
Mas o teu  desejo não parou aí… ainda louco, como se nada se tivesse passado, agarraste-me e levaste-me completamente empoleirada em ti para a tua cama e deitaste-me de lado , contigo por trás. Beijaste-me o pescoço, mordeste-o até, tal era o teu desejo de me possuíres, de alcançar mais um momento de prazer voraz. Seguraste-me firme e penetraste-me desta vez… conseguia ouvir o teu respirar mas nada regular, aflito até, conseguia sentir o ar quente que vinha da tua respiração… apertaste as minhas nádegas e completamente húmidos consumias-me o ânus e delirávamos com isso, os dois...! os gestos ritmados voltaram, viraste-me outra vez e ficaste por cima de mim, comigo deitada de costas e naquela posição dominada e já rendida puxavas-me contra ti várias vezes, dizendo-me baixinho… “Vem-te para mim cabra.... dá-me a tua tesão… “ No meio da emoção e do efeito que aquelas palavras produziram em mim, que me excitaram ainda mais, soltamos ambos vários gemidos estridentes, tivemos orgasmos, entregamo-nos à luxúria daquele momento… senti-me satisfeita e deliciosamente surpreendida por teres atendido ao meu pedido de me chamares palavrões, depois de te teres mostrado tão renitente quando te fiz a sugestão..
 
Exaustos e encharcados de suor, mas abraçados e sorrindo, disseste-me baixinho….
 
- Temos que repetir esta experiência mais vezes…
 

Categorias:

Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias
18 comentários:
De Zuco a 24 de Agosto de 2006 às 00:06
É necesssário algum comentário?...


De FlordeLis a 24 de Agosto de 2006 às 10:18
Não sei....
Diz-me tu...





De FM a 24 de Agosto de 2006 às 12:23

Palavras para quê?!

Fiquei excitada só com as tuas palavras.

és um espectaculo!!!

a sério, cada vez gosto mais de te ler, és fantástica!

beijo enorme

FM


De FlordeLis a 24 de Agosto de 2006 às 12:37
Agradeço o entusiasmo com que dizes isso....
É uma motivação extra... !




De marisa a 26 de Agosto de 2006 às 17:22
nem sei k dizer a escrita e tao boa k da mesmo vontade de repetir hehehh


De FlordeLis a 26 de Agosto de 2006 às 19:49
Nunca se sabe... o que é bom não devemos pelo menos esquecer...



De Fernando a 30 de Agosto de 2006 às 13:28
Bem... 1ª paragem por aqui e fiquei fã. Gostei da escrita.


De FlordeLis a 30 de Agosto de 2006 às 14:03
Olá Fernando... pois então, espero que pares mais vezes,pois serás sempre bem vindo assim como todos os provocadores aqui de serviço...



De Fernando a 30 de Agosto de 2006 às 18:41
Voltei. Só para deixar registado que gosto particularmente deste post pela escrita e carga erótico-sexual. Já pensaste escrever um conto erótico? Gostei, pronto. Tenho dito. Por onde é que se sai?... Ah, pela esquerda. Ok.


De FlordeLis a 30 de Agosto de 2006 às 18:51
Já tinha reparado que tinhas gostado mais deste...
Posso-te dizer que este post foi escrito por ter existido a provocação de alguém que me fez o mesmo desafio. Gostaria que fizesses uma exposição da tua sugestão mais aprofundada... Gosto de desafios, portanto quem sabe se não o aceito...?

leonorocha@sapo.pt



De Fernando a 30 de Agosto de 2006 às 19:38
Ora uma exposição mais aprofundada... Vamos lá a ver se isto sai bem e soa melhor...
Uma história, ou porque não um blog em que cada post seria um capítulo, um dia na vida de alguém como nós todos. Ou histórias individuais. A vida metropolitana como ela é (passando o cliché de spot da TMN), mas vista de um ponto mais erótico, mais sexual. Preversão minha? Nem por isso... Não temos todos nós pensamentos libidinosos quase todos os dias? Não teremos nós histórias secretas para contar? Ou quem não as tem, não gostaria de as ter? Que segredos escondemos? Que segredos gostaríamos de ver revelados por debaixo dos lencois? (Embora isto do "por debaixo dos lencois" pareça antiquado, não é mais que um modo de falar...). Parafraseando Miguel Esteves Cardoso, "o amor é fodido". Até pode ser, mas o sexo sabe tão bem... LOL.

Não sei se me fiz entender, mas convém ressalvar desde já que não conheço nem nenhum editor, nem muito menos um produtor de cinema... Mas espero ver qualquer coisa nos escaparates da FNAC.


De FlordeLis a 30 de Agosto de 2006 às 19:51
A tua descrição define por inteiro este blog, ou pelo menos foi com essa intenção que foi criado... Talvez não seja tão arrojado nos termos, porque não me sinta bem em fazê-lo,mas este post foi uma experiência numa versão mais perversa, mais ousada...
( este blog só conta factos verídicos até ao momento só para que tomes nota... ! )


De Fernando a 30 de Agosto de 2006 às 20:32
ORa aí é que está. E mesmo a falta de arrojo nos termos que o torna interessante. Ou pelo menos este post. Erotismo com caralhadas (passe-se a expressão) qualquer um faz (digo eu). Erotismo implícito não é para todos. E tenho dito.


De FlordeLis a 30 de Agosto de 2006 às 22:34
Mas,eu até acho que todas as memórias aqui descritas tem erotismo q.b., pelo menos pensava eu...
Bem,só falta mesmo arranjar uma zona de debate para nós os dois discutirmos as nossas opinioes !...
O que é que sugeres...?



De Fernando a 31 de Agosto de 2006 às 13:45
Bem, zona de debate de ideias (não beligerantes), se quiseres o meu mail também é o meu messenger. Todos os dias ligado 12 horas... Até faz mal... LOL


De FlordeLis a 31 de Agosto de 2006 às 14:26
Se não for muito grande a minha indescriçao,o que é que fazes.... ?


De ZePedro a 6 de Setembro de 2006 às 13:26
Não sei mesmo como isto se está a passar mas cada post que leio faz-me lembrar uma situação já vivida.
Não foi um jantar mas sim um almoço
Não foi na casa dele mas sim na casa dela
Mas foi tão semelhante
Foi tão intenso
Sei que já lá vão quase 20 anos mas a memória ficou fresca neste momento sei que levei o vinho
Sei que almocei
Sei que o almoço foi o inicio das trocas de olhares de gestos e de toques
Sei que tudo começou no sofá
E tambem que foi terminar no quarto
Apenas uma pequena diferença sem importancia pois tambem houveram palavrões gemidos e gritos de prazer, nesse dia não existiu penetração anal e pensando bem nunca existiu mesmo naquela situação...
Memórias boas de deliciosos tempos que passaram
Beijos


De FlordeLis a 6 de Setembro de 2006 às 14:21
Posso-te apenas dizer que foi uma experiencia puramente sexual,sem sentimentos nem compromisso à mistura,e foi muito booommmm...


Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006