Segunda-feira, 30 de Abril de 2007

Romântica... ou não.

 

Romantismo nunca foi o meu forte, nem realmente nunca me disse nada, aliás abomino por completo os falsos romantismos, de quem vem cheio de segundas intenções. A ideia de que quem me dá flores ou me convida para jantar, para me convencer de alguma coisa pode estar completamente enganado, sou até capaz de aceitar apenas para gozar com o acto em si, nisso os homens conseguem ser demasiado evidentes para se esconderem atrás das palavras vãs que proferem.

Não acredito em Amor eterno, acredito que se pode Amar alguém por muito tempo, mas não para sempre. Para sempre parece-me definitivo, e não considero que haja alguma coisa ou sentimento definitivo em vida.

Abomino quem diz “Amo-te” como quem bebe um copo de água, como quem muda de camisa. Banaliza-se um sentimento, um simbolismo, despreza-se o significado de tal verbo, a importância de um afecto tão especial.

Posso sentir que alguém me ama, sem ser preciso me dizer explicitamente, quando pensa primeiro em mim, em detrimento dela própria, quando me diz que estou linda, quando acordo de manha ainda com o cabelo desalinhado e rosto por lavar, quando me ouve nos momentos em que mais preciso e me apoia incondicionalmente e me diz “estou aqui”, quando independentemente dos meus defeitos continua a gostar de mim tal e qual como sou. São estes pequenos gestos que nos fazem sentir amados, respeitados. Não preciso de ouvir a palavra “Amo-te”, apenas de o sentir.

Provavelmente sou mais racional, provavelmente de mim raramente vão ouvir tal vocábulo porque nunca sonhei com histórias com um final feliz e com amores eternos, e com um “happy forever after”.

Provavelmente amo em silencio, porque as palavras para mim não são importantes, porque os actos são sem sombra de dúvidas a melhor forma de o demonstrar a quem eu amar, porque não tenho jeito para dizer o que sinto, e porque quando toca a emoções prefiro guardá-las, do que as revelar.

E sobretudo porque…

 

 

Amar apenas amei uma vez.                                                                                                                                     

 

Categorias:

Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias
12 comentários:
De FELINO a 30 de Abril de 2007 às 09:52
Olá
Realmente custa-me a crer se já amas-te alguém ou vais amar, a tua friesa espanta-me ainda dizem que eu sou frio. Acho que me ganhas. Tu e os teus mistérios!
Talvez um dia te comprienda, mas é dificil.
Beijinhos
Ass: Felino


De FlordeLis a 1 de Maio de 2007 às 11:45
Não há frieza neste texto...
Ha um sentimento que apenas pertence a uma só pessoa.
Tudo o resto não se compara...



De baraujo a 30 de Abril de 2007 às 18:20
o problema da demonstraçao de afectos, sentimentos e pensamentos através das palavras é só um... o timing dessas palavras... no momento certo sao sem duvida um tonico poderoso... to momento errado... tornam-se por si só ridiculas e banais...
mas tb os gestos se podem tornar assim... de facto, os gestos contam mto e sao mto importantes em todo o tipo de relaçoes, mas tb eles se podem tornar banais... porque nao saber dosear?
não sao so as palavras q podem ser falsas...
quanto à ultima frase... so tu o poderas saber... ninguem mais... mas... n feches as portas e as janelas do teu coraçao

jinhos doces


De FlordeLis a 1 de Maio de 2007 às 11:48
Continuo viva e com capacidades para Amar... apenas não será jamais daquela forma...
Daquela forma apenas se Ama uma vez.




De Fernando a 30 de Abril de 2007 às 18:34
Um pequno aparte para dizer que a frase correcta é happy for ever after... Pormenores.


De FlordeLis a 1 de Maio de 2007 às 11:49
Agradecida...
Sempre atento...


De FlordeLis a 1 de Maio de 2007 às 22:38
E já agora, pequeno também leva um "e".... PORMENORES!
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

E já agora, pequeno também leva um "e".... PORMENORES! <img src="//blogs.sapo.pt/images/mood/EMOTICON_TONGUE.png"> <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Ahahahahahahah</A> .... <BR><BR><img src="//blogs.sapo.pt/images/mood/EMOTICON_LIPS.png">


De KI a 1 de Maio de 2007 às 00:33
Na realidade as atitudes valem bem mais que as palavras, esse 'Amar apenas amei uma vez' apetece continuar com um ' e foi há tanto tempo que me esqueci' :)

E por acaso ocorreu-me essa continuidade, tão contraditória ao que sinto...

Até já


De FlordeLis a 1 de Maio de 2007 às 11:53
Ainda bem KI...
É bom viver um Grande Amor.
Eu sei como isso é...



De Sergio Alex a 1 de Maio de 2007 às 16:25
Também não acredito no amor aterno, e já agora nem naquilo do "amor à primeira vista", o que pode existir, e posso confirmar que existe, é atracção à primeia vista, mas o AMOR, um sentimento muito mais profundo, só se pode sentir / alcançar depois de se conhcer muito bem a outra pessoa, depois de conhecer o seu lado bom, mas também o menos bom, e apesar disso, continuar a sentir que é com aquela pessoa que queremos estar, e partilhar... tudo.


De FlordeLis a 1 de Maio de 2007 às 21:46
O Amor cultiva-se, não nasce de um momento para o outro, a paixão sim, o Amor é um sentimento profundo, a paixão um sentimento fugaz.
Mas na maioria das vezes confundem-se estes dois sentimentos, quando eles são bem distintos...



De Secreta a 2 de Maio de 2007 às 11:28
Mostrar os nossos sentimentos nem sempre é fácil. Nem sempre encontramos a melhor forma de o fazer.
Um "Amo-te" não pode ser vulgarizado , mas tb n deve ser de todo esquecido ou escondido.
Tudo tem o seu tempo. De facto não há nada como sentir , mas escutar , dizer , também é muito importante.
Deixo um beijito.


Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006