Quinta-feira, 26 de Abril de 2007

Independência

A independência é sempre para todos nós um bem a alcançar, um bem que apesar de não ser palpável , é sempre muito cobiçado, pelo simples facto de que nos sentimos em plena comunhão connosco e com os nossos ideais, porque é a nossa afirmação como individuo, com uma personalidade definida e com ideias próprias.

Desejamos ser independentes, livres de permanecermos limitados por terceiros, tantos nos actos como nos caminhos a seguir.

Quando ainda adolescentes achamos que vamos alcançar a nossa liberdade quando deixamos de estar dependentes dos nossos progenitores, quando temos uma casa, um carro, um emprego.

Mas, agora questiono-me. Será que somos mesmo livres?

Quantos de nós deixamos de dizer bem alto aquilo que pensamos sobre diversos assuntos a alguém que ate gostamos mas que sabemos que transmitir essa opinião trará mágoa, ou arranjara uma possível discussão sem levar a lado nenhum? Ou até mesmo a opinião que temos sobre essa mesma pessoa?

Quantos de nos não tivemos vontade de gritar pelos nossos direitos enquanto trabalhadores e achamos por bem ficarmos calados para não levantar conflitos ou represálias?

A realidade é que a liberdade é um bem muito limitado e relativo. Este facto torna-nos dependentes de situações, de palavras, de emoções, da nossa própria opinião.

É que para sermos totalmente independentes, teríamos que livrarmos de complexos e preconceitos, expressar aquilo que sentimos sem levar em conta qualquer consequência, respeitando mutuamente a liberdade dos outros e esperando que eles fizessem o mesmo, mas mantendo principalmente o respeito por nós próprios.

Talvez por isso digam que eu tenho mau feitio, porque ainda me sinto livre para dizer o que penso, porque apesar de saber as opiniões dos outros, ainda falo com a minha consciência e não tenho receio de expressar o que sinto. Espero que me respeitem assim como respeito a opinião dos demais, tentando no entanto não ferir susceptibilidades. Como eu própria digo, posso dizer tudo e expressar a minha opinião sobre tudo, apenas temos que aprender as formas para o fazer.

Seremos mesmo independentes?

Vale a pena pensar nisto…

Categorias:

Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias
10 comentários:
De FELINO a 26 de Abril de 2007 às 09:12
Olá
A tua foto chamou-me logo a atenção, é a parte da mulher que eu mais acho de uma beleza sem par. Mas o teu post também gostei muito e por isso é que o estou a comentar só para dizer que por isso é que eu sou um pouco impolsivo, e agrecivo. Hoje em dia não podemos ficar calados a liberdade sempre e somos independentes , depende da forma como agimos.
Beijinhos
Ass: Felino


De FlordeLis a 26 de Abril de 2007 às 09:21
Confunde-se muito liberdade com independência , somos livres, mas a maioria não é independente, vivemos dependentes do que os outros pensam, cingimo-nos a regras sociais e morais, quando a nossa vida é apenas uma, e gostava de chegar ao fim da minha e dizer que o que fiz foi o que me apeteceu e não o que os outros me impuseram de alguma forma...



De Vera a 26 de Abril de 2007 às 11:54
Gostei muito das tuas palavras! A liberdade é um bem super precioso e que devemos aproveitar sempre e lutar sempre por ela!

Beijinhos


De FlordeLis a 27 de Abril de 2007 às 22:51
Liberdade de expressão, independente das opiniões dos outros, das maneiras de pensar sejam elas diferentes ou semelhantes...




De Mr.Blonde a 27 de Abril de 2007 às 00:00
Que seria de nós se não soubessemos o que é a falta de liberdade. Eu quero isto. Porque eu quero. E tenho-o porque quero. A liberdade é medida de acordo com o meio que se encontra para expressar. A Pintura. o teatro. Os textos. Mas é preciso sempre pensar. Que a minha liberdade pode estar a interferir com a do outro.

Post para pensar e chegar a uma conclusão em particular.
BJS


De FlordeLis a 27 de Abril de 2007 às 22:54
E já chegaste a alguma ... ?
Acho que já te dei algum tempo para isso....





De Secreta a 27 de Abril de 2007 às 08:41
A nossa liberdade termina onde começa a liberdade do outro ...
Beijito.


De FlordeLis a 27 de Abril de 2007 às 22:55
A isso chama-se Respeito.
Bom fim de semana...



De herculanodacosta a 28 de Abril de 2007 às 19:08
Olá


“O amor de sua vida”


por:
Roberto Freire

Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades
que ela tem, caso contrário os honestos,
simpáticos e não-fumantes teriam uma fila
de pretendentes batendo à porta.
O amor não é chegado a fazer contas,
não obedece à razão.
O verdadeiro amor acontece por empatia,
por magnetismo, por conjunção estelar.
Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano.
Isso são só referênciais.

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério,
pela paz que o outro lhe dá,
ou pelo tormento que provoca.
Ama-se pelo tom de voz, pela maneira
que os olhos piscam, pela fragilidade
que se revela quando menos se espera.
Você ama aquela petulante.
Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou a seco.
Você gosta de rock e ela de chorinho,
você gosta de praia e ela tem alergia a sol,
você abomina o Natal e ela detesta o Ano Novo,
nem no ódio vocês combinam. Então?

Então que ela tem um jeito de sorrir que o deixa
imobilizado, o beijo dela é mais viciante
do que LSD, você adora brigar com ela
e ela adora implicar com você. Isso tem nome.
Você é bonita. Seu cabelo nasceu para
ser sacudido num comercial de xampu
e seu corpo tem todas as curvas no lugar.
Independente, emprego fixo, bom saldo no banco.

Gosta de viajar, de música,
tem loucura por computador
e seu fettucine ao pesto é imbatível.
Você tem bom humor,
não pega no pé de ninguém e adora sexo.
Com um currículo desse, criatura,
por que diabo está sem um amor?

Ah!!!...o amor, essa raposa.
Quem dera o amor não fosse um sentimento,
mas uma equação matemática:
eu linda + você inteligente = dois apaixonados.
Não funciona assim.
Amar não requer conhecimento prévio
nem consulta ao SPC.
Ama-se justamente
pelo que o Amor tem de indefinível.
Honestos existem aos milhares,
generosos tem às pencas,
bons motoristas e bons pais de família,
tá assim, ó!
Mas ninguém consegue ser do jeito
que o AMOR DE SUA VIDA é!


xi-coração
herc


De marisa a 29 de Abril de 2007 às 23:51
somos uma cominidade e km sabe o seu real significado sabe o k e liberdade e independencia beijo kerida


Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006