16 comentários:
De Cristal a 23 de Abril de 2007 às 14:19
Ao ler o teu Post pensei como sempre luto para ajudar os outros, mas sendo para mim vou-me abaixo.
Dizes que querias ser advogada???Achas que só os advogados podem lutar pelos oprimidos????
Cada vez há mais injustiças e cada vez mais as pessoas só pensam no seu próprio umbigo.
Parabens pelo blog e desculpa a invasão.
Beijo


De FlordeLis a 23 de Abril de 2007 às 17:18
Olá, não tens que pedir desculpa por nada, o prazer de ter-te por cá é todo meu...
É claro que existem muitas profissões pelas quais podemos defender aquilo em que acreditamos e as pessoas, e ajuda-las sobretudo....
Mas até em pequenos gestos podemos ajudar os outros e isso parte de cada um de nós diariamente...


De kenekinha a 23 de Abril de 2007 às 17:20
sonhava e ainda sonho ser piloto por isso fui para paraquedista, mas ao contrario do que se diz o sonho não comanda a vida, beijinho meu anjo.


De FlordeLis a 23 de Abril de 2007 às 18:47
Entendo tão bem o que queres dizer com isso. Como te entendo....



De Fernando a 23 de Abril de 2007 às 17:51
Este post é o reflexo do poder que um telefonema tem. O poder de um Sim, ou de um Não...


De FlordeLis a 23 de Abril de 2007 às 18:48
Ou até de um talvez... passa a oportunidade e nem sempre elas voltam a sorrir-nos.



De Sonhador de Alpendre a 24 de Abril de 2007 às 10:58
Sou um caso raro... sei que sou. Mas acredito que todos podiamos ser assim, casos raros que por serem tantos seriam normais.
Alcançei todos os sonhos a que me propus na infância, transformei em profissões os meus sonhos e num ciclo de tempo, o suficiente para dizer, este já está, agora vou para outro (qd chega o dia que dizes eu já n tenho mais nada para dar a isto e isto ja n tem mais nada p me dar a mim)...cumpri pelo menos cinco deles. Outros se atravessaram pelo meio e se viver até aos 300 anos penso que vou concretizar todos os outros que me surgirão...
Tu podes ser o que quiseres (bailarina, agora será mais dificil, mas possível...) agora o preço é alto, a dor muita, escalar o Everest sem oxigénio é passeio no parque numa manhã de domingo, comparado com oss sobressaltos deste Estar. Depois, o sucesso, a realização, a fama...bah...só fica mesmo é o prazer pessoal da concretização e partilhar essa alegria com os que estão contigo...Se calhar só falta mesmo os livros e o... Amor....mas esse deve estar por aí á espera de vez....talvez

sonhos maçadores (mas tu é que pediste)


De FlordeLis a 25 de Abril de 2007 às 00:30
Espero que pelo menos um tenhas o prazer de o sentir... independentemente do que virá a seguir!




De rainbowsky a 24 de Abril de 2007 às 14:26
Lutar, lutar... e a dimensão das coisas muda. Nem sempre são como nós queremos é certo, mas somos apenas nós que em determinadas alturas podemos mudar algo. A vida vai-nos dando lições, umas mais importantes que outras, umas mais difíceis que outras, mas todas importantes. beijinhos doces do arco-íris**


De FlordeLis a 25 de Abril de 2007 às 00:32
E são essas mesmas lições que nos ensina a dar algumas voltas à nossa vida... por vezes.



De Manuel a 25 de Abril de 2007 às 00:33
Sonhos... São eles que dão razão à própria existência.
Fica bem.
Manuel


De FlordeLis a 25 de Abril de 2007 às 13:16
Mas nem sempre o motivo pelo qual lutamos... há realidades que se sobrepõem aos sonhos de cada um de nós.



De herculanodacosta a 25 de Abril de 2007 às 17:17
"Objecto de Amor"

De tal ordem é e tão precioso
o que devo dizer-lhes
que não posso guardá-lo
sem a sensação de um roubo:
cu é lindo!
Fazei o que puderdes com esta dádiva.
Quanto a mim dou graças
pelo que agora sei
e, mais que perdôo, eu amo.


(Adélia Prado)

xi-coração
herc



De FlordeLis a 25 de Abril de 2007 às 19:21
Obrigada pela tua passagem por este cantinho Herc ...




De Sergio Alex a 25 de Abril de 2007 às 18:40
defender os oprimidos soa bem, claro que o ideal seria que não houvesse oprimidos...
mas, utopias à parte... ainda bem que há muita gente, que ainda não perdeu a esperança de mudar o mundo para melhor, através de pequenos ou grandes gestos. Afinal. todos podemos contribuir para um mundo melhor, nas nossa atitudes e acções do dia a dia.


De FlordeLis a 25 de Abril de 2007 às 19:19
Querido Sérgio... já à tanto tempo que não te via por cá.
A esperança nunca se perde, eu pelo menos apesar de tudo, acredito que há bondade em todos nós, mesmo que às vezes não pareça, mesmo que às vezes em algumas pessoas o ressentimento pareça maior que a sua capacidade de amar e fazer alguma coisa para melhorar o mundo em que vivemos.
Há que acreditar.



Memoriza comigo...