Sexta-feira, 30 de Março de 2007

Reflexões

Olho-me no escuro. Reflicto impressões. Absorvo o que me envolve. Sinto o ardor que me circula nas veias. Amo a melodia que toca sem parar e que se repete indefinidamente a meu comando. Fecho os olhos, pressinto a presença de alguém. Está longe, mas aproxima-se. Devagar, mas sólido no seu percurso. Sinto calafrios. Mantenho-me firme. Não ouso olhar para trás, prefiro até nem ouvir os seus passos silenciosos que seguramente caminham em minha direcção. Imagino-me noutro local, talvez num sítio seguro, longe, em que não me alcanças. Apenas me consegues observar. Ainda que fixamente. Absorvo a energia que sinto no ar. Sinto ansiedade, desejo, ânsia de estar perto, serão os meus desejos ou os teus? Aceno com a cabeça em sinal de negação, quero-te longe, mas algo me retêm. Fico ali, estagnei. Algo me prende os movimentos. Sinto uma fragrância que me é familiar. Quero desaparecer dali, mas não consigo. Quero gritar mas não me sai som algum, tenho urgência em seguir em frente, mas sinto-me presa. A um passado. A uma história. A um sentimento. Aquele momento. A ti. Será esse o meu destino??


Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias
6 comentários:
De FELINO a 30 de Março de 2007 às 09:30
Olá
Bem que post bem escrito e com muito sentimento és uma mensageira que me diz muito . Gostei parabéns.
Ass: Felino


De Secreta a 30 de Março de 2007 às 09:43
Existem momentos , pessoas inesqueciveis. Quando nos marcam verdadeiramente , não é fácil seguir em frente e deixar algo para trás .
Beijito.


De apenasMadalena a 30 de Março de 2007 às 11:25
Simplesmente divina esta descrição...
Amei, como sempre.
Parabéns.
Bjokas
Madalena


De Manuel a 30 de Março de 2007 às 18:33
Olho-me no escuro. Será um ver sem ver. É que no escuro apenas imaginamos e sentimos as coisas que são pálpáveis.
fica bem.
Felicidades.
Manuel


De mim a 31 de Março de 2007 às 12:04
parece-me que está presa a um passado que a marcou muito...um amor atrevo-me a dize-lo...

*Beijinho*


De rainbowsky a 31 de Março de 2007 às 19:35
Ao ler estas palavras percorri os meus próprios pensamentos... o facto de ter estagnado querendo seguir em frente. De me sentir preso a um passado e a uma história que não abandonam o meu espírito. Será esse o meu destino? Tal como tu reflicto sobre isso muitas vezes, mas não chego a conclusão nenhuma. Talvez seja a descoberta de um novo a cura pra tal incerteza. Beijinhos do arco-íris*


Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006