Sexta-feira, 18 de Agosto de 2006

"Naquela praia..."

A noite estava fresca, nem parecia uma noite de verão. O céu  estrelado por cima de nós parecia querer tocar-nos com o seu manto extenso e escuro, e um pouco à distância ouvia-se o movimento natural de trânsito numa daquelas cidades que vivem junto à costa e que fazem da praia o seu bem mais precioso ... ficamos ali sentados na areia a ouvir o som das ondas a rebentar junto à costa, abraçados, bem juntos devido à brisa bastante fresca que se fazia sentir. Puseste o teu saco cama pelos nossos ombros e ali ficamos assim durante bastante tempo. A dado momento abracei-te com mais força ainda, como se te quisesse colado a mim para sempre. Falávamos de nós, arrepiava-me apenas de te ouvir, de sentir as tuas palavras sempre ditas com tanta intensidade.

Sentia-me feliz!  

Abracei-te beijei-te, senti que estávamos completamente envolvidos na escuridão da noite, na brisa fresca, paramos definitivamente no tempo.

O frio desapareceu... Tomaste-me nos teus braços, envolveste-me os seios e agarraste-os firmemente debaixo da roupa… envolvidos no saco cama, tiraste-me a saia, apertaste-me bem firme junto a ti….depressa entraste dentro de mim, sem avisar… naquele momento esqueci-me do mundo, e das pessoas que passavam ali a escassos metros do sítio onde estávamos. Apesar do frio, o suor escorria-nos pelo corpo e a emoção daquele momento invadia-me assim como as ondas invadiam a praia. O teu gesto repentino, evidenciou o teu desejo… viraste-me e depressa percebi o que querias. Nunca quis tanto ser amada daquela forma, possuída, ser completamente dominada pelo teu sexo, embora não sendo nova esta experiência, contigo seria a primeira vez. Como o desejei…! Começaste devagar, com receio… os movimentos foram-se tornando cada vez mais seguros, à medida que me penetravas. Implorei-te para continuares, não desistires e assim o fizeste devagar… mas firme e decidido. Já não sei quanto tempo tivemos a saborear aquela sensação puramente anal. Estávamos tão desejosos daquele momento que os teus gemidos confundiram-se com os meus soltando toda a tensão acumulada, os nossos corpos estremeceram e contorceram-se de puro prazer, confundidos com as sensações daquele orgasmo fantástico!    Apertaste-me ainda mais e ali ficamos a ouvir as ondas do mar, tomados por ondas de suor e de prazer.

 O fervilhar daquela cidade, o barulho do transito voltava, acabando por nos surpreender com um sono profundo.

 

 

:
Categorias:

Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias
12 comentários:
De marisa a 18 de Agosto de 2006 às 00:37
palavras envolventes, uma boa escrita beijo marisa


De FlordeLis a 18 de Agosto de 2006 às 08:05
Ola... mais envolvente foi de certeza a situação... !



De Marisa a 18 de Agosto de 2006 às 09:32
Olá Mensageira em mais uma visita por cá, percebo que vai melhorando subejamente a sua escrita.
Não que escrevesse menos bem, mas noto-a mais solta, mais desprendida, como este tipo de escrita deve ser.
Gostei muito, parabens.
Baci.


De FlordeLis a 18 de Agosto de 2006 às 10:23
Ola Marisa... gostei da tua visita !

A tua opinião ha-de ser sempre bem vinda...afinal foi nos teus textos e de mais alguns blogs que me inspirei para fazer este mais arrojado... vamos ver o que é que daqui sai..

Beijo.


De libertynus a 18 de Agosto de 2006 às 14:35
olá, agradeço a tua visita e retribuo com prazer...já pensaste em fazer tudo isso, pondo de lado o amor...por amor ao desejo?


De FlordeLis a 18 de Agosto de 2006 às 14:44
Agradeço a retribuição.
É uma sugestão...
Talvez pense nisso um dia destes, só que como tudo o que descrevi aqui passou-se na realidade, e foi com amor, fica difícil afastar esse sentimento, de qualquer das formas qualquer dia experimento escrever um texto baseado apenas na experiencia, porque também não só de amor vivem as minhas memórias!...
e depois faço questão que o leias.. fica aqui o convite...
Pode ser?

Até breve..


De libertynus a 18 de Agosto de 2006 às 14:59
adoro envolv encias, puras, duras e directas, sem macaquinhos no sotão...escreve para o meu mail..beijos


De a 18 de Agosto de 2006 às 15:00
Comentário apagado.


De FlordeLis a 18 de Agosto de 2006 às 15:43
Não prometo que seja para já, mas quando o fizer farei questão que o leias e que me desses a tua opinião, claro...!

beijo..


De zeca maneca a 18 de Agosto de 2006 às 16:30
Mensageira,

Cada vez se torna mais difícil dizer qualquer coisas sobre estas experiências...
Pelo que escreves sentes-te feliz (ou sentiste-te feliz na tempo e no espaço).
Estas tuas memórias confundem-me...
Mas que poderei dizer eu se te sentiste amada, desejada, possuída ?
O teu realismo confunde-me...

Um abraço


De FlordeLis a 18 de Agosto de 2006 às 16:44
Fizeste-me sorrir...
A tua confusão deixa-me realizada pois,até gosto de manter o mistério...
Mas não te confundas,delira apenas com o momento...

Até breve!
Beijo..


De ZePedro a 6 de Setembro de 2006 às 12:27
Situação maravilhosa, não na praia pois aí para ser sincero nunca experimentei (lacuna que mais tarde ou mais cedo terei que preencher), mas noutros locais.
Quando se chega a esse ponto numa relação sente-se que sim a entrega é total e que existe dos dois a busca do máximo prazer depois de se ter passado por muitas outras etapas.
Mas é algo que tem que acontecer naturalmente sem ser falado nem ser pedido tem que nascer no momento da parte dos dois e ser tambem desejado pelos dois pois só assim o prazer será mesmo muito intenso.
Adoro quando acontece
Beijos


De FlordeLis a 6 de Setembro de 2006 às 14:24
E foi exactamente como aconteceu...


Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006