Quarta-feira, 6 de Dezembro de 2006

Saudade....

Um poema muito simples da minha autoria. Espero que gostem....      

  

A saudade amontoa-se,

E corrói um sentimento que trago em mim.
E é assim definitivamente

Que consome sem pena, nem piedade
O sentimento que nutro por ti
Com a leviandade
De uma estranha maldade
Que nasce e cresce sem ter um fim!

Ó alma penada
Que navegas neste mar profundo...
Que se afoga em pântanos movediços
Que trazes no teu mundo
A saudade de um amor
Que em mar alto se afunda
Na profundidade do teu ser
A salvação está condenada

A minha vida perdida sem rumo.
E já rendida sem vigor,
Me vejo abandonada a esta dor

Que carrego para sempre comigo,
Neste coração rendido e abandonado

Por alguém sem valor....

A saudade mata-me
A cada minuto que passa,
E nem o amor me vai salvar.
Vida estranha sem sentido
E nem ao meu mais leve pedido
Tens a mesma capacidade para amar,
Que algum dia poderei ter tido!
A saudade continua viva

Imóvel e firme no seu caminho

Sem se mover, sem se importar...

Categorias:

Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias
11 comentários:
De angelmaskwhite a 6 de Dezembro de 2006 às 09:14
aki esta uma saudade vivida intensamente, com grande força e desejo.
mt sentimento em tuas palavras adorei!!


De poeta_vagabundo a 6 de Dezembro de 2006 às 12:50
eu gostei...
beijo vagabundo


De Guilherme F a 6 de Dezembro de 2006 às 14:29
Deixo o meu silêncio pelas tuas palavras. Profundas. Escavaste a alma; arrancaste o coração. E mesmo assim, palpita, nestas palavras.
bjs
Gui


De marisa a 6 de Dezembro de 2006 às 20:08
esta lindo

escreves mto bem beijocas


De Paulo a 7 de Dezembro de 2006 às 10:50
Comentar para qué.....
Lindo, Lindo, Lindo.
Beijito


De Pequenita - Quando o Teu Corpo e o Meu.. a 7 de Dezembro de 2006 às 11:25
Se fosses luz serias a mais bela
De quantas há no mundo: - a luz do dia!
- Bendito seja o teu sorriso
Que desata a inspiração
Da minha fantasia!
Se fosses flor serias o perfume
Concentrado e divino que perturba
O sentir de quem nasce para amar!
- Se desejo o teu corpo é porque tenho dentro de mim
A sede e a vibração de te beijar!
Se fosses água - música da terra,
Serias água pura e sempre calma!
- Mas de tudo que possas ser na vida,
Só quero, meu amor, que sejas alma!

Bom Fim de Semana kissesssssss by pequenita


De Vera a 7 de Dezembro de 2006 às 16:35
Lindo poema!
A saudade mata, corrói-nos a alma, mas fica sempre algo para recordar!
Beijinhos!


De apenasMadalena a 7 de Dezembro de 2006 às 17:08
Continua sempre a escrever assim...
E porque não pensares em compilar todas essas coisas lindas que tens vindo a escrever?
Axo q o pessoal ia gostar mt :)
Falo por mim.
Bjokas incentivadoras
Madalena


De Secreta a 7 de Dezembro de 2006 às 18:13
Um poema "simples"mente belo!
Beijito.


De Manuel a 7 de Dezembro de 2006 às 20:32
A saudade, um sentimento que nos traz doces recordações e o desejo de as voltar a ter.
Se as recordações não forem de ternura, de carinhos, de coisas boas, já não são saudades, mas sim momentos a esquecer..
Tudo de bom para ti.
Um beijinho ( lunar ).
Manuel


Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006