Quarta-feira, 16 de Agosto de 2006

"Aconchego..."

       

Após um passeio demorado naquela noite fresca, dirigimo-nos para  casa ... sentei-me no sofá e deitaste-te no meu colo procurando um aconchego, um porto seguro, como se te sentisses uma criança perdida... no fundo, também sempre gostei desse sentimento de protecção que procuravas em mim e isso deixava-me satisfeita...

Afagava os teus cabelos curtos encaracolados gentilmente, e sentia aquela paz que passaste a descrever a partir desse dia, como sendo um sentimento que à tanto tempo não te sentias envolvido  e que só comigo ali, na minha casa voltaste a sentir aquela  sensação.As minhas carícias percorriam o teu rosto que deixava sentir uma barba que não era desfeita à pelo menos dois dias, o que por incrível que pareça, não me estava a incomodar .. até estava a adorar aquela fricção áspera que sentia na pele... a nossa conversa era amena, e não sei bem porquê, o facto de estares ali descontraido, sem esperar nada em troca, excitou-me só de pensar que estarias ali à minha mercê dos meus mais vorazes instintos...                                                                                                                   Comecei a provocar suavemente com carícias o teu sexo que se erguia com suavidade em busca de algo mais. Beijei-te como da primeira vez, desta vez sem parar, com beijos ávidos , sequiosos de te tocar mais e mais,  sem deixar que pudesses pensar em qualquer outra coisa, senão naquele momento extasiante, que me estava a dar um prazer extra em ver-te ali deitado à espera,indefeso... de repente, empurrei-te para o chão e sem pensar em mais nada despi-te em poucos segundos  beijando-te os mamilos que se arrepiavam instantaneamente... contorcias-te.. parecias não acreditar no que estava a acontecer naquele momento e isso deixava-me cada vez mais ávida de prazer,sabendo que irias adorar... agarrei  o teu sexo e a minha boca envolveu-se em movimentos rápidos e firmes. Estavas completamente embriagado naqueles movimentos e deixaste-te levar pelas emoções  não tardando muito a envolveres a minha boca com o teu delicioso néctar que tomei em mim e dei-te a provar em seguida.

Seguiu-se um silêncio absoluto,apenas se ouvia alguns ruidos vindos do mundo lá fora..

Abraçaste-me com as restantes forças  e ficamos ali alguns minutos  a saborear aquele momento...

Nunca mais senti aquele acto da mesma forma como naquela noite.

Voltaste para o meu colo novamente...

:
Categorias:

Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias
8 comentários:
De sonia morais ( fiona) a 16 de Agosto de 2006 às 00:50
como e lindo o amor gostei muito tas de parabens por este saite , tem de tudo um pouco comtinua ta fixe mesmo fixe beijinhos


De FlordeLis a 16 de Agosto de 2006 às 00:58
Obrigada Fiona, serás sempre bem vinda a este novo blog ou ao "pensamentos...". As críticas serão sempre bem vindas, desde que construtivas... a ideia é escrevermos o que gostamos, mas é sempre bom saber a opinião dos nossos leitores...



De marisa a 16 de Agosto de 2006 às 20:33
pequenos promenores com tanto valor...


De FlordeLis a 16 de Agosto de 2006 às 21:14
Olá Marisa...
A vida é feita disso mesmo !
e são esses momentos que nos fazem sentir vivos...

Até breve!



De a 17 de Agosto de 2006 às 08:43
adorei este blog. como umas palavras tão lindas podem deixar alguém muito feliz.

bjs e continue....


De FlordeLis a 17 de Agosto de 2006 às 17:48
Olá, espero que realmente tenha gostado.. é sempre bom saber que existe mais quem aprecie estes tipos de narracções e mesmo que tenha críticas a fazer, esteja sempre à vontade...!

Espero vê-lo(a) cá mais vezes...



De ZePedro a 6 de Setembro de 2006 às 12:20
São momentos únicos intensos inesperados feitos num momento de inspiração desejo e tesão.
Algo não planeado mas sentido de um modo intenso em que os dois se deixam levar num turbilão de desejo e tesão.
jJá o senti assim e é algo que nunca mais vou esquecer.
Este espaço para mim acaba por ser um reviver de tempos passados
Beijos agradecidos


De FlordeLis a 6 de Setembro de 2006 às 14:26
Com aquela intensidade aconteceu apenas uma vez,é algo indescritivel,não te consigo explicar o que realmente senti...


Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006