Quarta-feira, 16 de Março de 2011

Conto XXVIII Parte

O caminho até casa estava a ser penoso, longo.

Sentia-me perdida, não me sentia a caminho de nada, não me sentia a chegar a lado nenhum. Apenas seguia aquela auto-estrada que hoje parecia não ter fim.

A dor não tinha passado, apenas se acentuou ainda mais. E os meus pensamentos tinham ficado naquela praia.

Tinha sido completamente estúpida, pensava agora. Tinha deixado Pedro ali, numa conversa que tinha ficado a meio, sem qualquer explicação, sem um Adeus, nada. Mas o que estava a passar-se também não era justo, pensava eu, torvando aquilo que não queria ver, ou que não queria reconhecer. Nada teria a ver uma coisa com a outra e a realidade é que apenas tinha pensado em mim e no que estava a sentir.

Sentia-me exausta, perdida, desamparada.

Sentia as lágrimas a correrem simplesmente quase me turvando por completo a visão, o meu subconsciente dizia para parar na próxima estação de serviço para me acalmar um pouco, a minha vontade era chegar o mais depressa possível a casa e fechar-me no meu canto.

Nada estava a fazer sentido, tinha começado a gostar de alguém que mal conhecia e tinha-se deixado ir, inconscientemente ou por vezes até não, mas a verdade é que estava agora naquela situação e nem sabia bem como tinha lá chegado.

Assim como também não sabia quando iria chegar a casa, aquele ritmo.

As férias já iam quase a meio, e se por um lado achava que tinha feito bem ficar e investir naquela relação, se é que lhe podia chamar isto, por outro lado parecia que tinha tido pressa em sofrer, em sentir o que já há alguns anos atrás não sentia, em negação por mim imposta.

Se por um lado tinha sentido coisas que me estavam a sentir viva, confortada, agora sentia Medo. Medo esse que me atormentava. Que me consumia por dentro.

E a estação de serviço já tinha ficado para trás.

 

 


Escrito por FlordeLis às 00:00
| Vossas memórias

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Protected by Copyscape Duplicate Content Protection Tool