Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010

Conto XIV Parte

Eram quase dez horas quando cheguei em frente da porta da casa de Pedro.

A praia estava incrivelmente deserta para aquela hora da manhã e do outro lado vinha um aroma a café acabadinho de fazer.

Bati à porta.

- Olá! Disse-me Pedro assim que abriu a porta e deu de caras comigo.

Estava sorridente, muito diferente do que me lembrava dele desde a primeira e a ultima vez que nos tínhamos visto.

- Não cheguei cedo demais…? Perguntei ao vê-lo ainda de pijama vestido.

- Ah, não… chegou mesmo na altura certa para beber um café acabado de fazer.

- Aceito.

Passou-me uma caneca com um líquido a fumegar.

- Obrigada.

Sorriu.

- Vou-me vestir enquanto bebe. E desapareceu logo de seguida atrás de uma porta.

A um dos cantos da sala, viam-se algumas telas de diversos tamanhos, tintas e pincéis um pouco desordenados em cima de uma mesa de apoio. Panos com manchas de tinta e um avental que serviria de apoio à pintura.

Estava também um quadro que estava, não sabia se propositadamente, tapado com um pano branco. Senti curiosidade em espreitar, mas resolvi não o fazer. De resto tudo parecia igual, tal e qual como estava da última vez que ali tinha estado, a única diferença é que hoje os raios de sol entravam pelas vidraças e dava aquele lugar um ambiente menos escuro, mais envolvente.

Surgiste pouco depois já vestido com calças de ganga e uma camisa aos quadrados com um estilo muito descontraído, que me agradou.

- Vamos?...

- Onde?

- Quero mostrar-lhe o que tenho andado a fazer…

- Pedro.

- Sim?

- Podes-me tratar por tu, se faz favor?

- Posso… claro. Desculpa. Não é fácil habituar-me. E com um sorriso meio envergonhado, abriste a porta e encaminhaste-me para as traseiras da casa onde havia um pequeno casebre, que da última vez que ali tinha estado não tinha reparado na sua existência.

Abriste a porta e ali encostadas estavam meia dúzia de telas em tamanho gigantesco.

Fiquei boquiaberta. Não estava a espera de encontrar uma pintura contemporânea, completamente abstracta, sem haver uma paisagem, um objecto específico, um rosto…

Usavas cores vivas misturadas com cores terra, e em algumas predominavam os azuis, o que dava a entender que a fonte de inspiração estaria ali mesmo, o mar na sua plenitude.

Tudo ali tinha vida, movimento, alegria, fazia transparecer um espírito cheio de energia, um Pedro que eu não imaginava que eras.

- Então… que me dizes?

- Bem… não estava à espera, confesso.

- Estavas à espera de encontrar paisagens, ou algo desse género?

- Sim, foi o que pensei… Mas gosto. Tem uma boa combinação de cores, tem movimento…

- Não esta, não estas a dizer isso apenas por dizer?

- Não, claro que não. E é bom que percebas isso, se me pediste uma opinião, seria sempre honesta, não achas?

- Sim, sim… espero que seja sempre assim.

- E aquele quadro que tens em tua casa?...

- Hum… Aquele quadro é… é meu.

Aquela resposta deu-me a entender que não tinha sido grande ideia tocar no assunto.

- Ainda não esta acabado… disse Pedro tentando me demover da ideia.

- Sim, compreendo. O que é que vais fazer com estes quadros?... Perguntei, tentando desviar um pouco o rumo da conversa visto que claramente o incomodava.

- Por enquanto, vão ficar por aqui. Mas estava a pensar expô-los numa galeria, em conjunto com outros pintores desconhecidos, se possível claro… Tenho alguns contactos.

- Estou a ver, um pescador com alguns recursos… e muitas surpresas também!


Escrito por FlordeLis às 10:13
| Vossas memórias

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Protected by Copyscape Duplicate Content Protection Tool