Sábado, 31 de Janeiro de 2009

Conto. Ou nao... (1ª parte)

 

 

 

 

Esperava-te em silêncio, tentava não olhar para o relógio segundo a segundo…

Como sempre atrasado, por mais que jurasses a pés juntos que não voltarias a repetir essa gracinha, mas parecia que te estava no sangue, não havia nunca uma desculpa concreta, apenas respostas evasivas, silêncios como objecção, intercalados com um sorriso quase inocente, que me deixava sem vontade de reclamar ou de ficar furiosa, quando tinha pensado em faze-lo nem que fosse apenas para que ficasses com a impressão que estava realmente ofendida.

Agora estava impaciente, tinhas prometido que estarias aqui para irmos jantar à meia hora atrás, e até agora nada, apenas silencio absoluto, e que eu não iria quebra-lo, não, não seria eu a telefonar se tu não o fizesses e portanto o único remédio seria esperar, ou então dar meia volta e sair…

Resolvi aguardar mais um pouco.

Tentava não pensar muito no caso, fui buscar um martini enquanto esperava, saboreando cada gole, cada momento que saboreava, os meus pensamentos centravam-se agora em qual ou quais tinham sido os motivos pelo qual me tinham levado a ficar contigo, quando o meu único interesse naquela noite, tinha sido apenas de sexo sem amarras só pelo simples prazer de uma noite centrada em gozo e luxúria.

Um encontro meio às escuras, alguns cafés combinados, deram lugar aquela noite na qual os nossos corpos deram largas à excitação que tinha crescido a cada encontro, naquela noite fria que fez perceber que não seria apenas carnal o nosso desejo, ou pelo menos não apenas por uma noite.

O tocar da campainha fez-me despertar dos pensamentos em que tinha mergulhado.

Desmancha-prazeres! Alem de atrasado agora quase à 45 minutos…

Fiz de conta que não ouvi.

Agora ias sofrer também, fiz-me de despercebida e dei meia-volta.

Que grande lata. Nem um telefonema, para avisar que ias chegar atrasado, nada rigorosamente. Devias achar que ia estar sempre assim disponível para ti, independentemente da hora que chegasses, independentemente das desculpas que poderias dar, ou não! Decidi. Tinhas que aprender, antes que fosse tarde demais, para perceberes que não seria assim, pelo menos comigo. Se estavas mal habituado, paciência.

Por mais que me doesse o que estava a fazer, terias que aprender algum dia.

Ouvi tocar mais uma vez a campainha. E mais outra vez.

De repente fez-se silencio. Já tinhas desistido, finalmente. A cada toque teu na campainha mais me ressentia do que estava a causar. Mas algum dia tinhas que levar esta lição, e foi hoje.

Resolvi sair depois de esperar alguns minutos para te dar tempo para saíres do prédio.

Ia jantar, beber um copo, enfim decididamente não iria ficar ali sozinha a pensar no que tinha acabado de acontecer.

 

 

 

 

 

Sim,este capitulo tera continuaçao.... e sera muito em breve! estejam atentos...

 

  


Escrito por FlordeLis às 01:50
| Vossas memórias
1 comentário:
De Excaliburix a 3 de Março de 2009 às 06:11
Belos contos,muito ainda por descobrir ou talvez abrir uma nova janela para novos sonhos e alegrias.

Uma joka.



Memoriza comigo...

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Categorias

amigos(1)

aniversário(1)

ano novo(1)

contos(50)

dedicação(1)

desafios(2)

diário(74)

memórias(5)

musicas(1)

nadas(1)

natal(1)

páscoa(1)

pensamentos(16)

pequenos nadas(3)

poesia(20)

prémios(2)

registos(7)

todas as tags

Protected by Copyscape Duplicate Content Protection Tool