Sexta-feira, 2 de Maio de 2008

Interrupçao

Nos últimos dias tem-me vindo à memória algumas das minhas experiências amorosas e algumas inclusivamente ate desastrosas, mas que deixam aquela velha saudade de repetir, ou pelo menos de voltar aqueles velhos tempos que parecem ter ficado bem longe.

Talvez porque esteja de ferias e algumas situações fizeram despoletar as memórias que tenho desses tempos.

Uma delas, passou-se quando ainda morava em Lisboa e num bairro antigo daqueles que todos nos tão bem conhecemos, onde existe uma igreja com um copula arredondada e que na escuridão da noite, tinha uma figura imponente, altiva mas que servia um pouco de esconderijo nos lugares mais recolhidos onde os casais de namorados que andavam por ai perto, davam largas a sua imaginação. Nessa noite, o céu estava estrelado, a noite quente, e o calor que aflorava entre mim e o Zé, um rapaz que tinha conhecido num trabalho a part time que tinha iniciado entretanto enquanto estudava, estava a dar ar da sua graça entre abraços e beijos, o roçar dos corpos, entre as mãos que percorriam sítios proibidos e que nos estavam a deixar de agua na boca, querendo mais ainda.

Estávamos nisto quando um senhor já de uma idade avançada abriu as portadas da janela de par em par e gritou do outro lado da rua.

Escusado será dizer que nos chamou todos os nomes e mais alguns, e que apanhamos um susto de morte, porque alem de estar tudo em silencio aquela hora da noite, desatou aos berros, mesmo que não estivéssemos a fazer nada que fosse mais alem do que descrevi, mas ouvimos de tudo, ate que esse mesmo senhor se decidiu a fechar novamente as portadas e voltar a sua vida.

Ficamos um bocado envergonhados, admito.

Quem é que já não foi apanhado em situações destas?...

No fim, ate nos rimos com a situação, e escusado será dizer que naquela altura alterou completamente o desenrolar dos acontecimentos…

Mas voltamos noutro dia…

E não voltamos a ver a dita figura!  

Categorias:

Escrito por FlordeLis às 20:36
| Vossas memórias
4 comentários:
De Paulo a 7 de Maio de 2008 às 20:14
Ola princesa.
Mais uma das peripécias da vida
hehehe
acontece a quem anda a chuva......
Beijito e até uma proxima leitura


De Sutra a 8 de Maio de 2008 às 12:40
Memórias... ;-)
Também ando numa de memórias...

Beijo doce


De Manuel a 10 de Maio de 2008 às 18:16
Olá.
Será que não era uma figura fantasmagórica, daquelas que assustam os casais de 'namorados'.
Fica bem.
Felicidades.
manuel


De Mr.Blonde a 25 de Maio de 2008 às 14:16
Também já me aconteceu uma cena parecida. Mas não foi a noite. Também ouvi de tudo, mas só uma palavra ressoava em mim: INVEJA!!!!


Memoriza comigo...

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Categorias

amigos(1)

aniversário(1)

ano novo(1)

contos(50)

dedicação(1)

desafios(2)

diário(74)

memórias(5)

musicas(1)

nadas(1)

natal(1)

páscoa(1)

pensamentos(16)

pequenos nadas(3)

poesia(20)

prémios(2)

registos(7)

todas as tags

Protected by Copyscape Duplicate Content Protection Tool