Quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2008

Paisagem

       

 

É fascinante imaginar que do outro lado da janela do meu quarto poderia estar uma rua bastante movimentada, inundada de pessoas a caminhar apressadamente pelos passeios das avenidas, absortos nos seus pensamentos quase sem repararem em quem passa mesmo ao lado se não fosse um ocasional tocar de ombros. Poderia haver estradas com muito movimento e semáforos que condicionam o transito em ambos os sentidos. Poderia haver arrumadores que insistem em gesticular para quem quer estacionar como se não tivéssemos olhos na cara, lojas e mais lojas que fazem sonhar com os seus espaços publicitários, buzinas que soam sem ninguém pedir ou reclamar a sua falta.

Mas não.

Da janela do meu quarto não observo nada disso.

Apenas a serenidade num horizonte que se suspendeu no tempo.

E eu gosto dela assim.

                                                                    

Categorias:

Escrito por FlordeLis às 09:03
| Vossas memórias
6 comentários:
De eduardo a 6 de Fevereiro de 2008 às 23:54
o recurso ao nu é estrategia comercial?
a bolota não condiz com a perdigota.


De FlordeLis a 7 de Fevereiro de 2008 às 13:52
Não veja a foto apenas nesse prisma. Observe bem. Que lhe transmite o olhar, o que parece que a mulher em questão estará a fazer?...
É uma questão apenas de interpretação.


De Alex a 7 de Fevereiro de 2008 às 18:52
Incrivel seu blog Leonor. Sua forma de escrever é linda ..Ganhou mais um fã..Temos algo em comum.. um blog com o mesmo nome e nascemos no mesmo dia...
Um bj e Parabens


De FlordeLis a 8 de Fevereiro de 2008 às 00:33
Olá Alex .
Pois. Parece que temos algumas coisas em comum, difícil seria se assim não fosse se não fossemos comuns mortais, certo?
Nao consegui deixar comentário no teu blog porque esta bloqueado a quem tem apenas conta na blogspot . Por isso deixei aqui.
Agradeço as palavras deixadas, é sempre agradável saber que quem nos lê , tem uma opinião a dar, seja ela qual for.

Até uma próxima.



De arte de amar a 8 de Fevereiro de 2008 às 11:19
Meu corpo junto ao seu te aquece
Braços te envolvem com firmeza
Mãos percorrem sua pele macia
Línguas provam nossos sabores
Seu corpo se entrega ao prazer
Bem suave te penetro lentamente
Deslizando avanço toco seu íntimo
Um calafrio de tesão te percorre e
Você geme com uma volúpia intensa
Derramo meu leite num gozo pleno
Um instante a saborear o momento
Seu rosto iluminado com um sorriso
Vejo o desejo de quem quer mais
Então prometo ser sua para sempre

Beijo com arte de amar


De Mr.Blonde a 10 de Fevereiro de 2008 às 16:32
Saber que lá fora a calma continua com está é tranquilizante. O mesmo prédio. Os mesmos vizinhos.

Gostei da imagem e da nova theme do blog. A chuva de estrelas. perfeito!


Memoriza comigo...

Memórias Recentes

...

Para ti...

Fonte

Memórias Passadas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Protected by Copyscape Duplicate Content Protection Tool